Projecto de financiamento colectivo

Quem somos:

Somos um grupo de três cineastas a terminar a licenciatura em Vídeo e Cinema Documental. Pretendemos desenvolver um trabalho cinematográfico que questione as fronteiras do real com a ficção, resgatando o papel da narrativa para o cinema contemporâneo. Queremos portanto contar histórias que atingem o seu máximo potencial na tela de cinema.

O nosso projecto:

Actualmente estamos em fase de pré-produção de uma curta metragem sobre um miúdo que tem de lidar com a morte pela primeira vez quando o seu peixe de aquário pára de mexer. A família procura estancar as questões do miúdo, fazendo com que este procure as suas próprias respostas sozinho. Trata-se do nosso projecto mais ambicioso até ao momento, envolvendo parcerias com vários colaboradores e entidades.

O nosso percurso, individual e colectivo:

-Participação no júri PrimeirOlhar/Ibertelco 2011;

-Publicação de um artigo na revista CINEMA nº42 da Federação Portuguesa de Cineclubes;

-Participação no júri do Prémio Universidades DocLisboa 2010 para a melhor longa-metragem da Competição Internacional;

-Realização conjunta do documentário “The Pleasant Feeling of Being In a More Innocent Age”, sobre a passagem do escritor Paul Bowles por Portugal, inserido no Congresso Internacional Do You Bowles;

-Qualificação para a fase final do concurso de fotografia World Photography Gala Awards 2010 – The Pollux Awards;

-Menção Honrosa na competição PrimeirOlhar 2010, atribuído pelo Júri PrimeirOlhar/Cineclubes, inserido nos Encontros de Viana, para a curta-metragem Éter (http://www.ao-norte.com/primeiro_olhar.htm)

-Participação na curta-metragem “Contratempo”, vencedora do prémio CANON, inserido no Estoril Film Festival 2009.

A nossa proposta:

A ambição do actual projecto requer uma estrutura financeira que, embora considerada de baixo orçamento, representa um encargo acima das nossas possibilidades. O nosso esforço pessoal é ainda insuficiente para colmatar necessidades como o aluguer e aquisição de materiais, a garantia de alimentação, alojamento e deslocação de actores e colaboradores. Assim sendo, apelamos à contribuição pessoal de cada um, assim como à divulgação do nosso projecto. Uma pequena quantia multiplicada por muitas pessoas poderá ajudar-nos a realizar um filme com capacidade para competir em festivais nacionais e internacionais.

Como pode colaborar?

Cada pessoa que se interesse pelo projecto pode colaborar através de uma pequena contribuição. Para isso, criámos uma conta para o depósito das mesmas (ver NIB). Não estabelecemos valores, ficando ao critério de cada um aquilo que considera justo e ao seu alcance. 1 euro pode fazer toda a diferença. É igualmente importante que a divulgação do blog seja intensa, pelo que pedimos que façam passar a mensagem em plataformas como as redes sociais (Facebook, Twitter, etc) e páginas de blog pessoais.

O NIB é o seguinte:

003600599910011847694  – Luís Filipe Montanha Santos Teixeira (Montepio Geral)

O IBAN, para transferências internacionais:

PT50003600599910011847694

O que oferecemos em troca:

É muito importante dar a conhecer o número de pessoas envolvidas para conseguir realizar um filme. Como tal, pedimos que enviem para o nosso e-mail o NIB a partir do qual fazem o donativo e o nome a figurar nos créditos finais. Compreendemos a opção de algumas pessoas em manter o anonimato; ainda assim, apelamos à identificação para materializar esta ideia de colaboração conjunta.

Para estimular o envolvimento de todos, iremos também actualizar aqui todos os avanços, no que toca a fecho de acordos e parcerias, definição de locais de rodagem e finalização de etapas na rodagem. Se, com a ajuda de todos, conseguirmos financiar o projecto, teremos o filme terminado no final de 2011/início de 2012.

Muito obrigado!